A endometriose por Melissa Antoun

5 de julho de 2016

Olá meninas tudo bem?

Minha ginecologista Dra. Melissa Antoun publicou em sua rede social (@melissaantoun) sobre a endometriose, como sei que algumas mulheres enfrentam este diagnóstico achei muito interessante dividir o que ela publicou aqui.

Vamos lá Dra.:

” Você sabia que cerca de seis milhões de brasileiras tem endometriose?

A doença é caracterizada pela presença do endométrio (tecido que reveste o interior do útero) fora da cavidade uterina, ou seja, em outros órgãos da pelve: trompas, ovários, intestinos e bexiga.

foto2

Durante a menstruação, ocasião em que o endométrio é expelido, parte desse sangue pode migrar no sentido oposto e cair nos ovários ou na cavidade abdominal, causando a lesão endometriótica, que se não for diagnosticada precocemente pode encaminhar para graus avançados, e pode resultar na remoção dos órgãos pélvicos afetados. Os principais sintomas da endometriose são cólicas menstruais intensas, dor na relação sexual, dores abdominais não relacionadas ao período menstrual, e infertilidade.

Mas deve ser levado em conta que algumas mulheres não têm sintoma algum, o que pode ser muito perigoso, pois quando descoberta, a doença pode estar em graus extremamente avançados, ou cirúrgicos. Na cirurgia, é possível eliminar apenas os focos da doença ou as complicações que ela traz – como cistos, por exemplo. Para combater as dores da endometriose existem duas formas: medicamentos ou cirurgia.

O mais importante a destacar, é o caráter inflamatório dessa patologia, sendo assim medidas para diminuir a inflamação são fundamentais para a prevenção da doença. Daí concluímos a importância de realizar atividade física, ter uma boa alimentação e o controle do estresse como medidas preventivas de qualquer doença inclusive a endometriose. Cada mulher tem uma necessidade, e apenas o ginecologista pode avaliar a gravidade da doença e indicar o melhor tratamento. Na maioria das mulheres, a endometriose desenvolve-se progressivamente e se caracteriza pela piora dos sintomas caso não haja um tratamento efetivo.

foto1

Quanto mais cedo for descoberta, mais fácil o tratamento. Visite seu ginecologista pelo menos uma vez por ano!”

Veja outros posts relacionados:

 

Meninas a Dra para concluir deixa uma dica valiosa para quem tem a endometriose: ” Reduza o consumo de álcool e cafeína e pratique exercícios físicos para amenizar as dores do período menstrual.”

 

Espero que tenham gostado e até o próximo post maravilhoso sobre nossa saúde!

Beijos, Si.

Comentários pelo Facebook

Confira Também

Nenhum Comentário

Deixe uma Resposta

*