Superação

Se superou perdendo 45 quilos!!

6 de outubro de 2016

Olá pessoal, tudo bem?

Como vocês já sabem, eu amo contar histórias de superação aqui no blog. E o post de hoje é sobre a Anna Karollynna que conseguiu perder mais de 45 kg e hoje tem uma vida feliz e saudável. Acompanhe a história dela:

“Bom, nunca fui uma criança magrinha, na verdade sempre brinquei que acho que pulei do manequim infantil direto pro 46, porque não conseguia me lembrar de nada depois da adolescência que eu tenha usado e que não era tamanho “enorme”. O meu biotipo e a minha estrutura devido a genética sempre foi ter perna grossa, quadril largo e tudo mais fora do padrão… Mas isso nunca me incomodou muito, pois apesar disso, sempre fui uma gordinha bem proporcional, e até os 16/17 anos nunca tive braços muito grossos, nem a barriga muito grande. Mas a partir dos 18 anos minha realidade mudou totalmente, não sei se foi devido a um relacionamento muito conturbado que vivi por um tempo, mas a partir daí, de uma forma surpreendente, me deparei com 100  inacreditáveis quilos. Antes desse período, eu pesava 80, o que já era muito pro meu 1,60.

2 6

 

 

 

 

 

 

Ser mais gordinha do que todas as minhas amigas e colegas nunca me incomodou, sempre tive uma boa auto estima, nunca me preocupei com o que os outros pensavam ou não de mim, nunca me atrapalhou a ter relacionamentos nem nada do tipo, e acredito que, enquanto estamos bem com nós mesmas não interessa a opinião de ninguém ao nosso redor. Mas no início de 2015 com 20 anos e esses terríveis 100 quilos, comecei a me incomodar com o que via no espelho e com o fato de usar manequim tamanho 50. Sempre gostei de musculação, já havia tomado remédios pra emagrecer, tentava as mais diversas dietas, pois tenho na família uma ótima nutricionista, minha prima, Alessandra Carneiro, que é a nutricionista que mais ajuda o paciente que já vi, ela me incentivava, se preocupava, oferecia ajuda. Mas se o paciente não quer, não adianta ser o melhor profissional que existe, infelizmente, os resultados não irão chegar. Eu tentava reeducar minha alimentação, tentava mudar os hábitos, mas como só conseguia emagrecer 1 ou 2 quilos por mês e  como sou muito ansiosa, eu desanimava depois de um certo tempo e voltava a comer igual ou até mais do que antes.

10 12

Bem, no ano passado, exatamente uma semana antes do meu aniversário de 21 anos, fui com meus pais comprar uma roupa pois iria fazer uma pequena reunião com meus amigos e queria estar bonita pra ocasião, afinal, tinha conseguido colocar um ponto final naquele relacionamento terrível que só acabava comigo e queria dar início a uma vida nova, ao chegar no HIPERMERCADO para comprar a roupa (Sim, não fui em uma loja, pois usando 52 além de não ter coragem de ir a alguma loja, dificilmente se encontra roupas nesse tamanho em lojas “convencionais” né?), vi um modelo de calça jeans liiindo, só que tamanho 40, elogiei a calça pro meu pai e ouvi a frase que mudaria minha vida a partir dali: “Pois é minha filha, uma menina tão bonita como você, que ainda vai fazer 21 anos e não pode usar a roupa que quer, não é você quem escolhe suas roupas, suas roupas que te escolhem.”. Gente, aquilo foi a mesma coisa de levar um tapa na cara, lógico que quando elogiei não pensava nem em experimentar, mas as palavras do meu pai me fizeram voltar ao provador (com minha calça tamanho 52) e repetir pra mim mesma em frente ao espelho “essa é a última calça nesse tamanho que compro, a última vez que venho aqui comprar roupa, e a última vez que não uso uma roupa que eu tenha gostado.”

813

 

 

 

 

 

 

Pronto, depois disso decidi fazer a cirurgia bariátrica, que todo mundo acha que é a escolha mais fácil e o método mais fácil de emagrecer e aí é que se enganam, pois é uma mudança absolutamente drástica e muito repentina no organismo. Procurei pesquisar e escolher a equipe que pra mim seria a melhor e que me daria mais apoio, foi quando optei pela equipe do Dr. Luiz Augusto Mattar, na Clínica LEV, onde fiz a primeira consulta e me encantei com a possibilidade de ter uma vida saudável e consequentemente uma aparência melhor.

1 11

Quando decidi fazer a cirurgia, estava com 107 kgs, esteatose hepática (gordura no fígado grau II), com picos de pressão, sem disposição para caminhar, trabalhar, estudar e começando a ter problemas de circulação, no início alguns familiares e amigos não concordavam muito com minha decisão, mas sempre tive muito apoio das pessoas que amo, graças a Deus. Meu aniversário é 31/05, em Agosto/2015 já estava com decisão tomada, o médico escolhido, férias programadas para operar e no dia 15/09 entrei no centro cirúrgico para mudar minha vida para melhor. Hoje, com 22 anos, não tenho nenhum tipo de problema de saúde, estou com 62 kgs, tenho hábitos alimentares saudáveis, faço acompanhamento com minha nutricionista maravilhosa Alessandra Carneiro que me dá apoio e assistência no que preciso para emagrecer com saúde, tenho apoio psicológico e em tudo que preciso da Dra. Alessandra Mattar (que avisou minha mãe que eu entraria nas roupas 38/40 dela e nenhuma de nós duas acreditamos) e faço acompanhamento agora anual com o meu cirurgião Dr. Luiz Augusto Mattar.

7 9

Como tudo que tenho vontade e principalmente tudo que realmente preciso, aprendi que como pra viver e deixei de viver pra comer, visto 38/40, mantenho rotina de exercícios físicos porque gosto e principalmente, porque entendi que preciso, não vivo mais uma vida sedentária e doente e o mais legal, hoje visto o que quero e não são minhas roupas que me escolhem. Não apóio a ditadura da magreza, mas sei que a obesidade traz como consequência muitas doenças, e se pra ser saudável precisei emagrecer, emagreceria mais mil vezes pra poder ser feliz comigo mesma e pra receber o agradecimento do meu corpo e organismo como tenho recebido.”

Comentários pelo Facebook

Confira Também

Nenhum Comentário

Deixe uma Resposta

*