Saúde

É possível manter a libido após os 40 anos; saiba como

2 de maio de 2018

Oi meus amores. Hoje vim falar sobre libido após os 40 anos. Sabemos que muitos casais vivenciam a perda ou redução do desejo sexual nessa fase e que as alterações hormonais muitas das vezes são as responsáveis por isso. Para falar sobre o tema conversei com a ginecologista e obstetra Laylla Lemes de Oliveira.

Segundo ela, hoje existem várias formas de lidar com a queda hormonal sem ter muito impacto na vida íntima. “Mulheres acima de 40 anos costumam ter uma queda natural nos hormônios femininos, o que antecede o período da menopausa. Chamamos essa fase de climatério. Já os homens, diminuem hormônios masculinos e consequentemente o interesse sexual um pouco mais tarde, após 50 anos, em média”, disse.

A profissional afirmou que casal que se encontra nesta etapa de vida precisa ter acompanhamento interdisciplinar com ginecologista, urologista, psicólogo, nutricionista entre outros. “Precisamos também que o casal foque em uma dieta balanceada e na prática de atividade física, afinal este é o caminho para a longevidade. A ingestão adequada de água também auxilia no processo. Hábitos ruins como etilismo, tabagismo e uso de drogas podem prejudicar muito a vida sexual de um casal, então é sempre bom enfatizar estes aspectos”, comentou.

De acordo com Laylla Lemes de Oliveira, também existem medicações específicas para cada idade e cada caso. “A busca de informação é muito importante no auxílio à vida sexual neste período. Temos sempre que procurar orientação médica antes de fazer uso de qualquer medicação. É importante ressaltar que sentir-se bem e satisfeito (a) consigo mesmo, é essencial para manter o desejo sexual. Uma boa conversa pode resolver vários problemas de forma amena”, disse.

A ginecologista também falou sobre os sintomas que as pessoas após certa idade devem se atentar, pois podem levar a falta de libido. “A queda dos hormônios provoca algumas sintomas mais evidentes que quando observados, o paciente pode procurar ajuda profissional. A falta de interesse sexual, vagina seca (no caso das mulheres), dor nas relações sexuais, dificuldade de ereção (no caso dos homens) são alguns dos sinais. Sempre que surgirem qualquer destes sinais ou sintomas, procure seu médico para orientação de como proceder em cada situação”, concluiu.

Comentários pelo Facebook

Confira Também

Nenhum Comentário

Deixe uma Resposta

*